Livro CCNA 4.1

Olá pessoal,
Hoje chegou o meu livro CCNA 4.1 do Marco Filippetti, mantenedor do blog blog.ccna.com.br, outra referência para todos nós que queremos nos tornar Cisco Associates.

Este livro é uma das melhores referências em português existentes para a nova versão da prova. Estou levando o meu para praia, para ler nas horas vagas depois do churrasco. heheheeh

Abraços,

Maurício.

Frame-Relay Lab.

Olá Pessoal,

Iniciando nossa proposta de estudos estou postando um laborátório interessante de Frame-Relay utilizando a topologia de matriz e filiais, com a nuvem Frame-relay em nosso controle.

Abaixo segue as instruções:

Objetivo:

Aprimorar os conhecimentos nas diversas áreas de configuração, implementação, solução de problemas manipulação dos comandos debug e show nos Routers e Switches. Este laboratório deverá conter configuração para as diversas áreas de estudo apresentadas abaixo:
O endereçamento IP será feito com base na rede 172.16.0.0/24 (classe B -> C). Cada filial necessita de 120 endereços para hosts, e na matriz 600. Para os links PPP uma sub-rede /30. Já no multi-point utilizar qualquer outro, respeitando o limite de classe.
Para a configuração com NAT utilize a classe 200.234.1.0/28.

A topologia utilizada é a seguinte:

Topologia Lab Frame-relay
Topologia Lab Frame-relay

Tabela IP:
Como temos a sub-rede disponível 172.16.0.0 / 16 ou 255.255.0.0 (máscara padrão) vamos alterar esta máscara para /24 ou 255.255.255.0. Ao fazer isto, sabemos que para cada sub-rede temos 254 ips válidos, ou 2^8(à potência de) = 256 – 2(nº de rede e broadcast) = 254 IPS validos. Como precisamos de 600, 120, 120 e 120, além dos links de wan ppp.

SUBNET MASK 1o IP valido ultimo IP valido LOCAL NECESSIDADE DE IPS
172.16.0.0/22 255.255.252.0 172.16.0.1 172.16.3.254 matriz 600, usado 1022
172.16.4.0/23 255.255.255.128 172.16.4.1 172.16.4.126 NH 120, usado 126
172.16.4.128/23 255.255.255.128 172.16.4.129 172.16.4.254 CB 120, usado 126
172.16.5.0/23 255.255.255.128 172.16.5.1 172.16.5.126 CX 120, usado 126
172.16.5.128/30 255.255.255.252 172.16.5.129 172.16.5.130 Rmat-Rsw 2
172.16.5.132/30 255.255.255.252 172.16.5.133 172.16.5.134 Rsw-Rnh 2
172.16.5.136/30 255.255.255.252 172.16.5.137 172.16.5.138 Rsw-RCB 2
172.16.5.140/30 255.255.255.252 172.16.5.141 172.16.5.142 Rsw-RCX 2

Premissas:

–    Alternar entre protocolos de roteamento: IGRP área 5, OSPF área 5, RIPv2.
–    VLANS + VTP nos switches e comunicação inter-filiais via protocolo de roteamento. Sendo a matriz o Server
–    DHCP nas filiais, utilizando o ip helper-address da matriz.
–    CDP
–    SNMP
–    PPP c/ autenticação CHAP
–    Redistribute a rota padrão (default gateway) da matriz, via prot. de roteamento.
–    Clock rate 64000
–    STP nos switches e ver como aprendem a RAIZ.
–    ACL’s permitindo certos tráfegos
–    NAT na matriz 1 ip por filial sairá pelo ISP.
–    Utilizar o Multi-point no final.

Em todos as variações de Labs, monitorar os seguintes itens:

–    Spanning-Tree Protocol / ver prioridades da raiz e os aspectos importantes / alterações na rede, monitorar.
–    Protocolo de Roteamento / alterações na rede / redistribute
–    Colocar um host de cada lado da rede e pegar DHCP
–    Usar e abusar dos comandos show e debug.

É isso aí pessoal. Rumo ao CCNA.

Abraços,

Maurício.

Bem-vindo ao Cisco CCNA || Guia de Estudo

Olá Pessoal,

Sejam bem-vindos ao novo website que em breve será reconhecido como referência para estudos da nova prova CCNA (640-802).

O objetivo do autor é de compartilhar todo o material de estudo utilizado para se preparar para a prova, apresentar um roteiro de estudos e estar apto a responder todas e quaisquer dúvidas.

O autor possui experiência de 2 anos no mundo de redes de computadores atuando na área de networking com Linux, mas não fugindo as configurações de equipamentos Cisco/Linksys.

Um abraço pessoal,
Maurício.